Dicas de segurança

Conheça as fases de um desastre informático e comece a proteger-se agora mesmo

Conheça as fases de um desastre informático e comece a proteger-se agora mesmo

Todas as empresas estão sujeitas a sofrer algum tipo de desastre, seja natural ou seja causado por erro humano. A realidade é assustadora, pois a maior parte das empresas não se encontra preparada para atuar e recuperar de um desastre informático, o que compromete em grande escala a produtividade diária. Em casos mais graves, a própria sobrevivência da empresa pode estar comprometida. Assim, é muito importante que as empresas tenham um plano de recuperação de desastres, para que saibam como atuar em situações extremas.

Neste artigo, vamos falar sobre as fases de um desastre informático e dar-lhe algumas dicas para que possa proteger-se e evitar estas situações no futuro!

Fase 1: preocupação

Após um desastre, e caso a empresa não esteja devidamente protegida, surge uma onda gigante de preocupação. “Será que perdemos todos os dados?”: a resposta afirmativa a esta pergunta pode resultar numa quebra de produtividade e refletir-se-á no lucro da empresa. A empresa, nesta fase inicial do desastre informático, sente-se perdida e não consegue reorganizar-se de modo a continuar a produzir normalmente.

Fase 2: aceitação e compreensão

Após a fase inicial do pânico e da preocupação, chegou a hora de analisar o verdadeiro impacto que o desastre vai ter para a empresa. Assim, é necessário avaliar o que é preciso refazer, que dados foram mais afetados, entre outros aspetos imprescindíveis ao bom funcionamento da empresa.

Fase 3: refazer o que já estava feito

Esta é a fase em que terá que organizar o trabalho que já tinha sido feito anteriormente. Por vezes, um desastre informático deita por terra trabalho feito há anos. É importante ter consciência de que nesta fase o trabalho antigo e o trabalho atual se vão sobrepor, o que fará a carga de trabalho dos colaboradores aumentar significativamente. É necessário fazer uma boa gestão do tempo para não perder o trabalho antigo e ao mesmo tempo não prejudicar as tarefas atuais.

Fase 4: normalidade

Depois de toda a confusão gerada pelo desastre informático, chegou a hora de voltar à normalidade. Não será uma tarefa fácil, visto que um desastre informático deixa sempre sequelas, mas aos poucos a empresa voltará a entrar na sua rotina habitual. É fundamental que depois de uma situação deste tipo, as empresas se protejam e garantam que em desastres futuros têm o controlo sobre os seus dados.

Planos de disaster recovery

Planos de disaster recovery são essenciais para planear ações que garantem que um desastre não interfere no desempenho da empresa. Além desta ação proativa, os planos de disaster recovery têm também uma ação reativa, através da ação da execução de ações de emergência, planeadas previamente e que garantem a resolução imediata de problemas. O disaster recovery define-se ainda como o conjunto de procedimentos a executar em situações de crise. O objetivo final é saltar os dados da sua empresa para que a sua informação se mantenha sã e salva.

“Vale mais prevenir do que remediar” é uma verdade absoluta no que diz respeito a desastres informáticos. Conheça o RAAS e garanta que não perde informações valiosas mesmo nas situações mais extremas!

2 thoughts on “Conheça as fases de um desastre informático e comece a proteger-se agora mesmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *