Dicas de segurança

A importância da replicação de dados no backup dos seus dados

A importância da replicação de dados no backup dos seus dados

Armazenar os dados das empresas é um desafio que todos os gestores de IT enfrentam. É fundamental garantir a segurança e o acesso aos dados e isso é possível através da replicação dos dados e dos backups. Uma recuperação rápida após um desastre é imprescindível para que a empresa se mantenha operacional e evite a perda de dados. Neste artigo, vamos entender qual é a importância da replicação de dados no backup das suas informações.

O que é a replicação dos dados?

A replicação de dados é o desenvolvimento de uma estrutura de backups entre equipamentos que se encontram situados em diferentes lugares mas conectados por uma rede ou armazenamento central de dados. A replicação é aconselhada em qualquer software de bases de dados, tais como MySQL, Oracle, SQL Server, entre outros. O objetivo principal da replicação de dados é garantir maior disponibilidade e confiabilidade do sistema utilizado. A segurança da informação, mais do que nunca, é um ponto primordial. Existindo uma dependência entre equipamentos, o tráfego de dados privados em redes não seguras é também existe, pelo que é exigido um maior cuidado para evitar perda de dados. A replicação de dados está um passo à frente do backup convencional, pois permite a gestão de dados e possibilita a destruição do ambiente onde as informações se encontravam armazenadas.

Como funciona o processo de replicação de dados?

A replicação de dados normalmente está integrada na ferramenta de virtualização ou de armazenamento. O funcionamento é simples: cria-se uma réplica síncrona ou assíncrona dos dados e posteriormente essa réplica é enviada para um local diferente. O servidor para o qual a réplica é enviada pode estar no mesmo edifício ou em qualquer outro local do Mundo. O que é essencial é que a réplica no destino seja atualizada constantemente, havendo um “espelho” permanente entre versão original e versão copiada. Assim, em caso de desastre natural ou ataque de hackers, é possível recuperar os dados danificados, sem haver transtorno para as operações normais da empresa.

Que tipos de replicação existem?

  • Ativo – ativo: nesta situação, os dados são armazenados em dois data centers, o que confere maior segurança à organização pois existem menos riscos de se perderem informações.
  • Ativo- passivo: neste modo, a replicação faz-se por meio da sincronização. Este processo não acontece sempre em tempo real e isso pode causar problemas em caso de ataque informático ou de desastre natural. Ao contrário do ativo-ativo, neste cenário há uma maior probabilidade de se perderem informações valiosas.

 

Cerca de 30% das pessoas que utilizam um computador nunca fizeram um backup. Muitas dessas pessoas não fazem cópias de segurança da sua informação pessoal, mas também não garantem cópias da informação de negócios. Uma boa infraestrutura tecnológica é hoje em dia tão importante como ter alicerces sólidos que suportam fisicamente a organização. Nos dias que correm, os dados são um dos ativos mais importantes de uma empresa e é obrigatório apostar fortemente na segurança dos dados para sobreviver e vencer num mundo empresarial tão competitivo. A pensar na necessidade de proteger os dados das empresas da forma mais eficaz possível, a IT PEERS preparou um e-book onde vai encontrar tudo aquilo que precisa de saber para proteger a sua informação!

Faça download do nosso e-book sobre segurança da informação!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *